Floating Village Siem Riep, Cambodia

Ao longo do rio, de ambos os lados,  existiam um número incontável de casas sobre palafitas. Você pode parar em algum ponto da margem, descer do barco e andar para conhecer  de perto essas casas. Nós paramos e caminhamos por uns 30 minutos, fomos até um templo, uma escola e conseguimos ver algumas pessoas trabalhando. As vilas são sujas e todas as casas são bem alta, por conta das marés, que hora estão bem altas e hora é possível caminhar sobre um chão de terra batida. Voltamos ao barco para  percorrer ainda mais as  margens do  lago Tonle Sap Penso que é muito importante para ver, mas  eu achei muito triste. Você sabia que as pessoas vivem na pobreza, mas as pessoas aqui não têm dinheiro suficiente para comprar terras e, portanto, vivem em condições terríveis.

O lago tem a particularidade de crescer cerca até 6 vezes o seu tamanho durante as chuvas passando de 2500 km2 para cerca de 16000 km2 onde chega a ser um dos maiores lagos de água doce de toda a Ásia. A um certo ponto chegamos a um bar flutuante a ali se passa para um barco mais pequeno, tipo canoa, a remos, que nos leva pela floresta flutuante. Somos guiados por uma senhora de idade avançada. A  senhora usa o remo para nos mover entre as arvores. Estávamos sentados naquela  frágil canoa de madeira e logo após alguns minutos, começamos a ver alguns pássaros entre as árvores. A sensação de a qualquer momento aparecer um crocodilo era assustadora, mas seguimos segura e tranquilamente, sob as remadas de nossa guia da canoa. Eu  concordo em não dar dinheiro para as pessoas de lá .Eu concordo que eles precisam de educação para tornar a sua própria vida melhor, mas não é facil ver de tão perto essa pobreza.